Obrazy na stronie
PDF
ePub

Relhos , que hoje temos nos nosso» codigos , são lidos da mesma sorte nos livros dos mesmos Padres , que os explicavam, e sobre elles fundavam suas doutrinas. Todos os exemplares, de -que usa a Igreja Romana , saõ conformes.

Concluamos portanto, que os 4 Evangelhos, que se tem na Igreja Catholica Romana, sa« íaes, quaes os escreveram os Apostolos.

CAPITULO 3. =>

-Jlpplicação, e conclusão da precedente doutrina.

45. A tradicçaõ oral, a mais autenticado Universo (41.), e a tradicção escripta nos 4 Evangelhos, cuja veracidade acabamos de demonstrar, e em que se contém a doutrina theoreticn , e pratica da Religiaõ Christan, nos attestam, que Jesus Christo, e seos Apostolos, e Discipulos obraram uma multiplicidade de milagres ( muitos dos quaes já expozemos, c analysamofl na propos. 32.), em confirmação de sua divina Missaõ , e doutrina; os quaes Jesus Christo co* roou emfim com sua ressurreiçaõ, e assenção ao Ceo, de que foram testemunhas todos os seorf Discipulos, com os quaes depois de ressuscitada conversou no espaço de 40 dias , deixando-se vcfl no monte de Galiléa, na setima vez, que lheá appareceo, a mais de quinhentas pessoas: da mesma sorte nos consta, que Jesus Christo pro-i fetisou em termos claros a ruma de Jerusalém-r e d"e seo templo, e a propagação da Religião Christan em todo o- mundo; admirando seos discipulos a estructura do templo, elte lhes disse — véde isto- tudor pois digo-vos com toda- a certeza ,. que não Acará aqui pedra sobre pedra —videte hcec omnia: amen dico vobis, non relinquetur kic lapis super lapidem , qui non destruatur (S. Math. c. 24. v, 2í) (&. Marc: c. 13; v. £:) (S. Luc. c. 21- r. 20) Et predicabitur- hoc Evangeliiim regni in universo orbe in testintonium omnibus gentibus — Será pregado este Evangelho em todo @ mundo (S. Math. e. 24 v. 14).: todas estas cousas vemos hoje rigorosamente cumpridas,. o templo de Jerusalém, foi: reduzido, a cinzas-, e arrazado por Tito, e os mesmos alicerces, foram totalmente desmantelados na fabricaçaõ do novo templo projectado pelo. Imperador Juliano, arrebentando um violento fogo subterraneo, que abrazava os obreiros, destroçava seos trabalhos , e féz abandonar a empresa; nenhum critico de boa fé põe hoje em duvida este facto, taõ attestado pelos Historiadores contemporaneos, Ammiano.Marcelino, Oílicial do exercito, de Juliano, e Pagão, o Judeo Wagenseil, o R. David Ganzzemach, o R. Gedalia , Schalschelet-Hakkabala , o sofista e orador Pagão Libanio, S. Joaó Chrisostorao, S.

Gregorio Nazianzeno, S. Ambrozio , Rufino , Socrates, Sozoineno, Theodoreto, &c.: além de que, qualquer que fosse a causa, he indubitável , que o novo templo não foi edificado, e no antigo naõ ficou pedra sobre pedra.

O Evangelho foi pregado pelo Apostolo S. Pedro na grande Ásia, e na Ásia menor, em Antiochia, Babilonia, Ponto, Galacia, Cappa<3ocia, Bithynia, e na Europa em Roma, e Hespanha. O Apostolo e Evangelista S. João fundou e governou as Igrejas da Ásia: S. Thomé levou o Evangelho aos Medos , Parthos, Ilircanos, Bactros, Persas, índios; S. André á Scythia Européa, ao Epifo, e Thracia, e Achaia; S. Judas á Mesopotamia na grande Ásia , S. Simao ao Egypto na Africa, e ambos partiram depois para a Persia; S. Matheos foi pregar á Ethiopia; S. Bartholomeo á índia citerior, eá grande Armenia; o Apostolo S. Filippe á Scythia Asiatica, e Phrigia; S. Mathias á Cappadocia, Costas do mar Caspio, e Colchida; os sabios Hespanhoes estaõ persuadidos de que S. Paulo pregou o Evangelho no seo paiz , e he tradiccáo das Igrejas de Hespanha, que S. Thiago maior ali foi tambem annunciar a doutrina de Jesus Christo; o certo he que ainda em vida dos Apostolos a doutrina Evangelica tinha sido annunciada nas tres partes do mundo então conhecido: seos discípulos continuaram a mesma divina Missão; e seos successores se applicaram, com igual fervor á propagaçaõ do Evangelho; S. Patricio convcrteo os Irlandezes , S. Agostinho,. e outros Monges os Ihglèzcs, S. Remigio os Francezes, toda a Alemanha, Polonia, Russia,. Scandinavia abraçaram o Christianisino; os Portuguezes o levaram em suas frotas ousadas etriumphantes ao Japão, China , Cochinchina , Coréa, aos Barbaros da Africa, e da Oeeania, e America; es Hespanhoes seguiram seo exemplo em suas vastas possessoens na quarta e quinta parte do mundo, e he indubitavel, que o Evangelho foi pregado em todo o orbe* Outras muitas profecias fez Jesus Christo., como se lê nos Evangelhos, e que. foram da mesma sorte cum-pridas: logo .

COROLLARIOS

I.®

A doutrina da Religiaõ Christan foi revelada (29., 30., 31.,, &.c); e conseguintemente

A Religião Christan he uma Religiao revelada.

3. ©

A Religião Christan tem todos os caracteres de verdadeira Religião. (36., e 40.)

4.° -: Jl Religião Christan he a única verdadeira Meligião. (22.) . . 5.°

Como Jesus Christo , e os A postolos foram Judeos de naoaõ , « de Religiaõ, he claro , que Jesus Christo jamais condemnou a Religiaõ Judaica , antes pelo contrario declarou , que naõ tinha vindo annutiar a lei, e os Profetas, mas icumpri-la, e realisar o que nella era figurativo — non veni solvere legem, aut Prophetas, sed adimplere: os dogmas, e moral Judaica permaneceram intactos, Jesus Christo não fez ia esse respeito mais, qne aclarar, explicar, ampliar, e levar á perfeiçaõ as liçoens dadas por Moyéés, e pelos Profetas, e tornar mais facil a pratica da lei de Deos por meio dos conselhos Evangelicos: em quanto porém aos preceitos judiciaes , e ceremoniaes, o Judaismo foi abrogado desde o tempo , em que foi sufficientemente promulgado o Evangelho.

CAPITULO 3°

Jl Religião Christan, conto a professa a Igreja Catholica Romana, he a verdadeira Religiaõ de Jesus Christo, e dos apostolos.

46. Desde o principio do Christianismo , ^ainda em vida dos Apostolos, houve hereges;

« PoprzedniaDalej »