Obrazy na stronie
PDF
ePub

encia Europea. Os Barbaros do Norte não eo, megarão a conhecer leis, senao quando se fi. zeram. Christaðs. Fora dos limites do Imperia Romano, os Governos eram muito peores. Nao se sabe de povo algum, que tivesse um codi. go de leis fixas, ás quaes podessem appellar os vassallos contra as vontades momentaneas do Soberano. Se os Persas se governavao pelas leis de Zoroastro, taes , quaes hoje as conhecemos, ao menos nao tinhao motivo de felecitar-se pele bem, que dellas Ihes resultava. Os Egypcios , as antigas Republicas da Grecia, os Sparcia. tas, e Athenienses, e outros Estados confederados, aos quaes rendem elogios excessivos os antigos escriptores, nað eram muito mais felices em sua legislacao, que os demais povos. Depois que o Egypto foi conquistado por Alexandre, o governo dos Ptolomeos foi tao tempestuoso, e desregrado, como o dos outros successores deste herve. Nas Republicas. Gregas havia uma desproporcao enorme enige os cidadaos, e os escravos : ecstando naquelles tempos tað atrazada , a Philosophia, e a sciencia dos costumes tao escura, e incerta, mesmo entre os sabies, uma legislacao fundada Has ideias falsas da Divindade, e na superstigao mais deploravel, no só nao podia ser perfeita, mas devia necessariamente ser mui viciosa. As maravilhas, que alguns flistoriadores nos contar destes Governos não merecem todo o credito. Sio mui visiveis os progressos , que tem feito a Politica e todas as Sciencias desde o estabelecimento do Christianismo, e he inanifesto que nao sao devidus só ao adiantamento natural do espirito humano, mas sim á luz, e certeza, que a muitos respeitos a Revolução tem derramado no genero humano; pois vemos que nos paizes, onde não raia este divino sol, nada tem melhorado a politica , nema progredido as sciencias : na China, se he verdadeira sua bistoria, ha quasi dous mil, e quinhentos annos, o governo he sempre o mesmo: nao ha neste imperio outras leis, mais que os edictos dos Imperadores, que não obrigão, senão em vida do Princepe, que os fez. O governo dos Arabes Beduinos he ainda o mesa mo, que, ha quatro mil annos. A legislação India não he hoje melhor, e os Mahometanos , ha doze seculos, vivem debaixo do mesmo despotismo, e tyrannia dos Sultoens, e Baxas. Nos povos indigenas da Africa central e occidental a religião he a idolatria, e o Fetichismo, eo governo o despotismo, e tyrannia. Compare.se o estado actual da Europa com o que foi em outro tempo, e com a sorte das nacoens infieis, e nos veremos obrigados a fazer a mes. ma confissao, que Montesquieu. Esta differenea para melhor não se manifesta somente na

politica, e sciencias, mas nas artes e agricultura. Não ha paiz no mundo, onde estes dous ramos da industria humana tenhaõ sido levados ao gráo de perfeicao, que se observa na · Europa Christan. Note-se o estado florecente da agricultura dos Christãos Maronitas, como attesta Mr. Volnei, e conipare se com o dos povos Mahometanos da mesma região, e concluiremos com este sabio viajante a granle diffe. renga, que obra a Religião nos costumes, condigão, e destino dos povos. Os joges barbaros do amphiteatro Romano accabaran , logo que se estabeleceo o Christianismo, e foram ex- . tinctos por toda a parte os sacrificios de victi. mas humanas : os povos selvagens, e os mesanos antropophagos, apenas illustrados por esta Santa Religiao despiram sua fereza, e largando uma vida errante, e ociosa, deram principio á agricultura nos respectivos paizes, e se dedicáram ás Aries. Tal foi o agente da civilização dos Godos, e outros barbaros do Norte, dos Nomades da Africa, dos Selvagens do Novo mundo. Que Philozopho aprezenta a antiguidade Pagan, que seja capaz de hombrear com qualquer dos Philozophos nascidos no seio do Christianismo, desde o primeiro seculo da Igreja até hoje? A Philozophia andou sempre tacteando nas trevas da ignorancia e da incerteza, em quanto a não illustrou o Christianis,

mo: coltivada na Chaldea , Arabia , Persia , frdia, no Malabar, na Mauritania, na Bretanha, Gallia , Alemanha, na Thracia, Scythia, Phænicia, Grecia, e Italia, no espaço de 40 seculos não sabio das mantilhas, não produzio mais que systemas absurdos em Theologia, e Phisica, uma Moral imperfeita, mal baseada , e sem meios: alguns dos Philosophos, que mais se distinguirão na Moral e Politika, devėram seos conhecimentos aos livros de Moizes: o Phi. losopho Nomenio, como attesta Clemente Alexandrino, o dizia abertamente fallando de Pla. täo - Quid est Plato, nise Moyses atticissans? as maximas de moral, que Mr. Volnei attribue a , Philosopho China, são evidentemente tiradas de nosso Evangelho , e introduzidas nos livros daquelle Philosopho. Temos razão para crer que o Christianisino ali foi levado por S. Thomé, ou por S. Bartholomeo, ou algum discipulo destes Apostolos : Arnobio, que vivia no quarto seculo, diz, que a Religião Christan tinha sido estabelecida nas Indias, e entre os Séros ou Chineses , &c.; he verdade que por falta de Missionarios, ou por outros motivos parece não ter subsistido muito tempo neste paiz: sabe se que no seculo 7. os. Hereges Nestorianos ahi foram tambem estabelecer a Christianismo, posto que corrupto por seos erros ; este facto he provado não só pelo teste

V

.

20

munho de muitos escriptores Orientaes, mas por um monumento, que foi desenterrado em 1625 na cidade de Sigan-fu, capital de uma Provincia da China. Os conhecimentos, que não poderarn, nem ainda rastear no espaço de quatro

mil annos os ingenhos de todo o mundo, al. I cangáram em 18 seculos os ingenhos Europeos

illustrados pelo claro sol da Revelação Chris. tan. Em todos os paizes infieis a Philosophia permaneceo no mesmo abysmo de absurdos , incertezas, e ignorancia : tão adiantados estäo hoje na Politica, e na Moral, como ha mil annos: os Chinas ainda hojo necessitào dos Astronomos Europeos: um Portuguez he o Presidente do seo Tribunal de Mathematica. O Ma. hometismo com 12 seculos de existencia , oecupando muitos paizes, onde outr'ora florecer o Christianismo , e grandes ingenhos, na Europa, Asia , e Africa, e a quem só na Asia alguns Geographos dão 70:000,000 de sectarios, 0 Budhaismo, ou Foismo, cujos sectarios fazem subir a 295:000,000, o Brahamismo com 80:000,000, ainda não aprezentárão no decurso de tantos secolos um progresso sensivel em qual. quer ramo de sciencias, ainda não appareceo entre elles um Philosopho. de nome, que fosse capaz nio digo de illustrar a Europa, mas nem ainda de rivalizar com Gassendi, Torricelli, Gravesands, des Cartes, Musskemabroek, Ma

« PoprzedniaDalej »