Obrazy na stronie
PDF
ePub

porque: I. o Onchelos, e o Jerosolimitano traduziram abertamente - em quanto não vier 0 Messias -eo Onchelos he de tao grande autoridade entre os Hebreos, que em nada se lhe contradiz, e por elle aprendem os Meninos na escola, e se lêm nos sabbados as ligoens costumadas em suas synagogas: 2.° os antigas doutores Judeos, os Rabbinos Johanan, e Schela, e outros muitos dos mais sabios, eo Thalmud no codigo Sanhedrin , concordam unanimemente nesta mesma intelligencia : 3. Todas as differentes interpretacoens acima expostas, convém optimamente ao Messias, pois que elle he appellidado o filho da Virgem , em Isaias 7. 14. e 9. 6., o Dominador, e herdeiro do throno de David no Psalmo 131 , 11, e em Daniel 7. 14; Principe da paz, e Salvador do povo em Isaias 9. 7., e Micheas 5. 5.; o que ha-de vir, o que

Messiah , que significa ungido , ou sagrado : os Gregos e traduziram por Christos , que significa o mesmo, donde tomamos tambem na nossa lingoa a palavra

Christo. Os Hebrcos davam este nome aos Sacer. dotes, e Profetas, e aos Reis, posto que fossem idolatras, e até inesmo a todo o povo de Deos, En.. tretanto este nome tem sido especialmente consagrado pelos Profetas, e no Novo Testamento, para cxprimir a accepgaö exposta. Jesus Christo mesino declara á Samaritana, que elle he o Messias esperado. S, João C. 4. 1. 25. .

[ocr errors]

14

ha de ser mandado, o desejado em Habacuc 11. 3., e Aggeo 11. 8.: 4. O assim o interpretou sempre a Igreja Catholica. Duas circunstan. cias determinam aqui o Messias : a primeira he

não será tirado o sceptro da familia de Juda, e o chefe de sua raga , em quanto nao vier o Messias; a segunda — elle mesmo será a es. peranca das nacoens : ambas estas circunstancias foram verificadas em Jesus Christo, e só nelle. Note-se, que Jacob não diz, que até á vinda do Messias ha-de haver Reis da familia de Juda; isto he, que os descendentes de Juda hão-de reinar, até esse tempo debaixo do nome de Reis, havendo sempre governo Monarchico, mas que até á vinda do Messias ha-de existir na tribu de Juda, o sceptro da Nagað; isto he , o supremo poder, o direito da vida e da morte, o poder legislativo, ou seja governando um.com plena independencia, ou governando muitos, em qualquer forma de governo : he o que adverte judiciosamente a Rabbino Jitzcheak, e os antigos Rabb. Kimcki, Jarchi, e Abenezra – “náo ,, disse Jacob — não será tirado Melachim ou », o Rei, mas Schevet, ou o sceptro, para de», zignar o supremo poder, qualquer que fosse „ a forma do governo. ,

Ora desde David, no qual começou a roiwar a descendencia de Juda, até Sedecias; isto he, desde o anno 1052 antes de Christo, até

@ anno 586, he evidente, que o sceptro permaneceo na familia de Juda : neste anno Nabucodonosor tomou Jerusalém, e incendiou o templo, e tende prisionado Sedecias, e seos filhos, matou estes na presença de seo pai, e arrancando depois os olhos ao pai, o levou captivo para Babylonia. Porém nem Nabucodonosor, nem os Reis dos Fersas , e da Syria , nem Herodes tiraram jamais ao governo Judeo o direito da vida , è da morte, ou o supremo poder; ás Judeos conservaram sempre um tribunal, o Synedrio, presidido pelo Aechmalotharcha , no qual se decidiam as causas importantes da naçao, e se lavrava sentença de morte, segundo suas leis sobre os criminosos, o sem appellagað; este poder cessou com a vinda de Jesus Christo: quando os Judeos em seo Synedrio , condemnaram á morte o Salvador, viram-se na necessidade de obter de Pilatos, Governador da Judea, posto pelos Romanos, a confirmaçao desta iniqua sentenga. He cousa mui sabida entre os Judeos , e por todos confessada, que o Aechmalotarcha, ou Principe de Synedrio, foi sempre da Tribu de Juda. Somente em Jesus Christo se verificou emfim o ser a esperança das Nacoens, e só elle reunio a si os povos do Universo, fazendo de todos elles pela Religiao um rebanho dirigido por um Pastor - fiet unum ovite, et unus Pastor.

Quinze seculos antes, Moysés annuncia ao povo Judeo a vinda de Jesus Christo, e a di, vindade de sua missão, e lhes ordena, que escutem sua doutrina. S. Pedro no discurso atraz citado (Act. c. 3. v. 22.) recorda aos Judeos esta profecia , e sobre ella firma o argumento, com que os persuade a abraçar o Christianismo : eisaqui suas palavras“ Moysés disse: o Senhor, ,, vosso Deos, vos enviará um Profeta d'entre „, vossos irmãos, o qual escutareis em toda a „ doutrina, que vos ensinar, como a mim mes„ mo, (Deuteron. 18. 15.) “Moysés quidem dixit : Quoniam Profetam suscitabit vobis Dominus Deus vester de fratribus vestris , tanquam me ipsum audietis juxta omnia qoæcum. que locutus fuerit vobis. Este Profeta he Jesus Christo, filho de Deos : e accrescenta o Santo Apostolo — que todos os Profetas desde Samuel fizeram semelhante annuncio -et omues Profe-, á Samuel , et deinceps , qui locuti sunt, annunciaverunt dies istos.

Todo o psalmo 109 he uma profecia, mesmo no sentido litteral, do reino espiritual, sacerdocio, e divindade de Jesus Christo — “ Disse ,, o Senhor ao meo Senhor : senta-te a minha ,, direita , até que de todo te submetta os teos. „ inimigos. Dixit Dominus Domino meo: sede Qy dextris meis : donec ponam inimicos. tws, scabellum pedem túornm fc. Nosso Salvador

[ocr errors]

: he o interprete do verdadeiro sentido deste psalmo, e o applica a si mesmo, e por elle prova aos Fariseos sua divindade (S. Math, c. 22 v. 42). S. Paulo o allega no mesmo sentido em a Epistola primeira aos Corinthios (c. 15. v. 25), e na dirigida aos Hebreos (c. 5. v. 5, e 7. 17) onde por elle demostra a superioridade do Sacerdocio de Jesus Christo sobre o de Aaram, e seus descendentes.

No psalıno 21 David annuncia mil annos antes os soffrimentos de Jesus Christo, e o mesmo divino Salvador o applica a si sobre a cruz “ Meo Deos, meo Deos, porque me desamparaste ? Deus, Deus meus... : quare me dereliquisti? (S. Math. c. 27. 46. S. Marc. c. 15. 34): nelle se profetişam algumas particularidades de sua paixao, a irrisao e sarcasmos dos inimigos de Jesus Christo, vendo-o crucificado, o sorteamento da tunica inconsutil &c. : o que reconheceram os Sagrados Evangelistas S. Joao c. 19. v. 24. S. Matheos 27. 39., 27. 43., S. Marcos 15. 29. · Isaias annuncia aos Judeos o nascimento do Messias, e as circunstancias de ser filho de uma virgem : “ Uma virgem, diz, conceberá, e pas'; rirá um filho, que será chamado -- Enanuel; isto he, Deos com nosco. Ecce virgo concipiet , et pariet filium , et vocabitur nomen ejus Einanuel (Isaias c. 7. v. 14.)

« PoprzedniaDalej »